sexta-feira, 17 de agosto de 2018

O veganismo garante benefícios à saúde das pessoas e animais




A filosofia de vida vegana rejeita qualquer alimento ou bem de consumo obtido pela exploração animal. No Brasil, a demanda por produtos veganos esta crescendo muito, seja por motivos religiosos, defesa dos animais, ou pela busca por qualidade de vida, cada vez mais pessoas estão aderindo ao veganismo,

O adepto desta dieta necessita de uma alimentação rica e balanceada com leguminosas, sementes, frutas, vegetais e cereais. Dessa forma, o indivíduo está menos propenso a desenvolver doenças cardíacas, diabetes, câncer, sobrepeso, obesidade e problemas gastrointestinais.

Já pensou em experimentar mais alimentos crus? Essa é a ideia da alimentação viva, que preza pelas comidas orgânicas cruas, ou seja, não cozidas, que estão em seu estado natural, sem serem processadas ou refinadas. Ela é baseada no conceito de que as altas temperaturas destroem os nutrientes e os fitoquímicos, que são fundamentais para a saúde. Pode-se também incluir nas refeições grãos germinados e frutos frescos e secos.

A presença de cães e gatos nos lares brasileiros aumenta a cada ano. Um levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em parceria com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet) mostrou que o Brasil tem a segunda maior população de pets do mundo, com 22,1 milhões de felinos e 52,2 milhões de cachorros. É comum que pessoas vegetarianas ou veganas queiram estender sua alimentação aos animais de companhia. 

Mas mesmo este universo apresentando números expressivos, com mais de R$20 bilhões de faturamento no Brasil, o país oferece raras opções de alimentos vegetarianos ou veganos. Ainda que os cães e gatos sejam vistos como animais carnívoros, o fornecimento de fontes de fibra na dieta, principalmente dos cães, é um procedimento bastante comum. Isto se deve ao fato de as fibras atuarem de forma efetiva no processo digestivo, contribuindo para o bem-estar do animal.

A aproximação dos animais domésticos, que acompanham a rotina de atividades físicas escassas, sedentarismo e excesso de calorias de seus tutores contribuem para uma doença nutricional cada vez mais comum: a obesidade. Estima-se que cerca de 20% dos cães brasileiros estejam acima do peso recomendado. As necessidades nutricionais de cães e gatos podem ser atendidas plenamente com uma dieta especial sem carnes e equilibrada.

A alimentação a base vegetal tem excelente assimilação e alto grau de digestibilidade e é indicada para todos os portes de cães e gatos. Diante desse fato, faz sentido a introdução de alimentos que sejam 100% formulados com ingredientes vegetais na dieta regular dos animais, desde que respeitem as necessidades nutricionais e tragam em sua composição os aminoácidos, vitaminas e fontes de energia adequada, permitindo assim, o controle do peso e garantindo uma vida mais longa e saudável.

A escolha da alimentação depende dos ingredientes que ela traz, composições com arroz, milho, levedura, farinha de linhaça, beterraba e a associação com ômegas (3 e 6,) pré e probióticos, que melhoram o funcionamento da flora intestinal, aminoácidos e vitaminas garantem uma alimentação completa para o animal.

- Abaixo os principais alimentos que não podem faltar no cardápio de quem não consome nada de origem animal. Confira:

- Chia e linhaça:

Essas duas sementes são boas fontes de fibras e proteína vegetal. Elas ainda contêm ácidos graxos e ômega-3, que auxiliam no controle da pressão e colesterol.

- Vegetais verdes-escuros

São ricos em água e fibras e contribuem para que a proteína presente em outros alimentos seja melhor absorvida.

- Feijão:

O feijão é rico em carboidratos complexos e possui também vitaminas, ferro e antioxidantes em abundância.

- Cogumelos:

Os cogumelos são ricos em proteínas e uma ótima opção para substituir a carne, além de possuir nutrientes que estimulam o desenvolvimento do sistema imunológico.

- Tomate:

Além de conter diversos nutrientes benéficos para o nosso organismo, o tomate é uma fonte rica em vitamina C e A..

- Soja:

A soja é fonte de proteína magra e possui vários benefícios para a saúde, entre eles a redução do mau colesterol. Esse alimento é rico em ácido fólico, cálcio, magnésio, zinco e vitamina K.

Para seguir este caminho de maneira adequada é preciso consultar um nutricionista, que poderá conduzir a mudança de acordo com as necessidades particulares do organismo de cada pessoa. Realizar exames de sangue de rotina também é muito importante.


Fonte: Vininha F. Carvalho




Nenhum comentário:

Postar um comentário