segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Dia Nacional de Adotar um Animal será comemorado pelo 19º ano consecutivo


Ao analisarmos a relação homem-animal ao longo da história da humanidade, percebe-se que muitos erros e atrocidades foram cometidos contra os animais, por falta de conhecimento, pela ganância ou em nome de tradições culturais. Os primeiros animais domesticados foram trazidos ao Brasil pelos colonizadores portugueses. Desde então, a relação homem - animal vem passando por profundas transformações. Para algumas espécies, como por exemplo, os cães e gatos, as mudanças foram marcantes.

No século passado, em 1929 no Congresso de Proteção Animal em Viena, Áustria, foi declarado o dia da morte de São Francisco de Assis, 4 de outubro, como o Dia Mundial do Animal, por ele ser tão generoso para com os animais. Embora a declaração dos animais siga a mesma trilha filosófica da dos Direitos do Homem, fica claro que estamos bem longe de uma equação justa, de proteção e amor aos animais.

Mesmo com alguns avanços na proteção aos animais, o artigo 2º - que versa que o homem, como também uma espécie animal, não pode exterminar outros animais ou explorá-los violando este direito, está longe de ser uma realidade. Nós temos que contextualizar advertir e orientar que a situação atual dos animais na sociedade requer uma visão adequada aos novos tempos.

O direito de viver dignamente, sem dor e sofrimento, por estar abandonado, ainda está para se transformar em realidade, por isto no dia 4 de outubro de 2000, foi criado o Dia Nacional de Adotar um Animal, que visa abordar o tema de uma forma mais adequada aos desafios do século XXI, agregando novos valores e reforçando a homenagem ao patrono da ecologia, São Francisco de Assis. Agregar valores é uma proposta de aprendizado, é sinônimo de fortalecer e evoluir


Como idealizadora do Dia Nacional de Adotar um Animal ressalto que a cada dia os animais domésticos conquistam mais espaço na sociedade. Para comemorarmos esta data no dia 4 de outubro, devemos defender estas inocentes vítimas, transmitindo as pessoas o que realmente acontece com os animais na atualidade, não prendendo, apenas ao passado distante, onde a concepção sobre a condição de vida dos animais era muito diferente. É preciso renovar os conceitos, promover a posse responsável e estimular o controle da natalidade nos cães e gatos, o que no século passado não era incentivado.

- Colabore , participe , faça a diferença  :

- Divulgue esta proposta para seus amigos, nas escolas, nas igrejas, enfim ecoando no coração das pessoas. Através de cartazes confeccionados com muita criatividade. Poderá divulgar em vários locais públicos, clinicas veterinárias e petshops , que 4 de outubro é o Dia Nacional de Adotar um Animal

- Cada aliado que se disponha ajudar, será sempre uma grande conquista e aumentará a possibilidade de diminuirmos o número de animais abandonados.


- A sua entidade poderá realizar eventos de manifestação de apoio e assim, fortalecer a sua participação neste processo de valorização e respeito ao animal na sociedade.


Autoria:  Vininha F. Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário